17º Festival de Música de Itajaí acontece em setembro

17º Festival de Música de Itajaí acontece em setembroEm setembro, o Festival de Música de Itajaí está de volta. Será do dia 6 ao dia 12, com seis shows nacionais, mostra regional, oficinas, workshop, cine música e eventos paralelos, que prometem transformar a cidade na capital brasileira das notas musicais. E quem abre a programação é a cantora Maria Rita, com show gratuito no Centreventos, no sábado, dia 6, às 20h.

A programação da 17ª edição do Festival de Música segue no Teatro Municipal, sempre às 21h, com Rosa Passos no domingo (07); Noite de Corais na segunda-feira (08); Hamilton de Holanda na terça-feira (09); Pascoal Meirelles Quarteto na quarta-feira (10) e Léo Gandelman na sexta-feira (12). E ainda na quinta-feira (11), às 22h, tem Gafieira do Bebê, na Sociedade Fazenda. “Os valores dos ingressos ainda não foram definidos, mas serão preços populares. Nossa ideia é fazer parcerias com entidades, semelhante ao VIP Solidário, para que a população curta o festival e também ajude entidades”, conta o Superintendente da FCI, José Amadio Russi.

A programação do 17º Festival de Música de Itajaí, desde as oficinas até os shows, foram definidos em parceria entre a Fundação Cultural, o Conservatório de Música, a Câmara Setorial de Música e o Conselho Municipal de Políticas Culturais. Dentre as novidades deste ano, estão o Cine Música, um baile de gafieira, um encontro de corais que resgata o que foi feito na primeira edição do festival, e ainda o retorno das oficinas para a Casa da Cultura Dide Brandão. “Para nós, que somos da música, foi uma grande conquista colocar o Festival no calendário oficial de eventos de Itajaí, e com uma programação de altíssimo nível”, falou o Presidente da Câmara Setorial de Música, Eliezer Patissi. “Joinville se tornou referência na dança, Blumenau no teatro e Itajaí é uma importante referência na música, principalmente na formação de músicos”, ressaltou o Presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais, Renato Seára.

Oficinas

Neste ano, as Oficinas de Música retornam para a Casa da Cultura Dide Brandão. Serão 33 oficinas que devem atrair cerca de 900 participantes, entre músicos profissionais, estudantes e professores de música e musicalização e crianças que terão a oportunidade de obter e reciclar conhecimentos, além de poderão trocar experiências.

As oficinas iniciam na segunda-feira, dia 8 de setembro, e vão até 12 de setembro. No sábado (13), a partir das 9h, acontece o encerramento das atividades na Casa da Cultura Dide Brandão. Cada inscrição custa R$ 40,00 e dará ao aluno o direito de receber certificado de participação e material didático.

Destaques

Além das oficinas de contrabaixo, piano, bateria, canto, saxofone, percussão, entre outros instrumentos, o evento terá algumas participações especiais:

Roberto Schkolnick

Roberto Schkolnick, professor, coordenador e assessor de música em diversas escolas da rede pública e privada de ensino. Desenvolve também trabalho de formação continuada. É coordenador do curso de extensão universitária no Singularidades “Música em sala de aula”. Em 2010 e 2011 foi finalista no Prêmio Arte na Escola e vencedor do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10, promovido pela Revista Nova Escola, com o projeto “Songbook de Adoniran Barbosa – 100 ANOS”, desenvolvido na Escola Jacarandá. É integrante do FLADEM – Fórum Latino-americano de Educação Musical, com oficinas e trabalhos apresentados na Argentina, Equador e Guatemala. Exerce um trabalho como instrumentista na Banda Zamarim (desde 1994) e Banda Glória (de 1999 a 2011).

Oficina: Recursos Tecnológicos aplicados à musicalização infantil

Com a ampliação e popularização dos recursos de produção tecnológicas e facilidade de acesso à informação, a educação musical conquista novas ferramentas para aprimorar os processos de conhecimento e construção da linguagem musical. Essa perspectiva será abordada nesta oficina, propondo uma discussão sobre os elementos e possibilidades de uso desses recursos e estratégias no desenvolvimento de atividades e projetos musicais junto aos alunos. Serão apresentados também uma série de projetos musicais e interdisciplinares desenvolvidos em escolas e com diferentes grupos, como forma de identificar os recursos tecnológicos utilizados em cada etapa de criação e desenvolvimento dos conteúdos trabalhados.

Oficina: Aventuras Sonoras – Vivências Musicais em Sala de Aula

Nesta oficina será abordado o dia-a-dia das aulas de música em escolas, visando à construir juntamente aos educadores, estratégias para a elaboração de atividades e projetos pertinentes ao espaço escolar e à faixa etária dos alunos da Educação Infantil e Fundamental 1.
A oficina tem caráter vivencial, buscando apresentar novas dinâmicas e interações musicais através da prática, pesquisa sonora e reflexões sobre a linguagem musical trabalhada no espaço escolar.

Leo Gandelman

Oficina: Saxofone – Produção Musical e Repertório
Filho de um maestro e de uma professora de piano e iniciação musical, Leo Gandelman é hoje um dos mais celebrados instrumentistas do Brasil. Associou seu nome à excelência e ao virtuosismo da música de concerto em performances como solista de orquestras consagradas e em recitais de câmara. Eleito por 15 anos consecutivos como “melhor instrumentista” pelo concurso “Diretas na Música” do Jornal do Brasil, Leo Gandelman ultrapassa as fronteiras entre clássico e popular a bordo da qualidade de seu saxofone, conferindo um grau avançado de apelo e emoção pop às peças de concerto e, por outro lado, exercitando o talento na interpretação, na pureza e na precisão do som na música popular e instrumental.

Carlos Bala

Oficina: Bateria
Carlos Bala, baterista que já acompanhou grandes nomes da MPB como Gal Costa, Marina Lima, Emílio Santiago, Djavan, Simone, João Bosco, Maria Bethânia, Chico Buarque, Sandra de Sá, Filó Machado, Nana Caymmi, Miúcha, Caetano Veloso, entre outros. Atualmente está em temporada com Djavan.

Oficina nos Bairros (GRATUITO)

Este ano, serão mais de 120 vagas para crianças de 6 a 11 anos que poderão participar gratuitamente das oficinas nos bairros. Criado em 2012 para descentralizar as ações do Festival de Música, através do Conservatório de Música de Itajaí e a Câmara Setorial de Música, o Projeto leva sempre a alguma região da cidade oficinas gratuitas de música para a comunidade. Este ano o bairro escolhido será a Fazenda. As oficinas acontecerão na nova sede do Conservatório de Música de Itajaí. São elas:
1 – O Violão Entrou na Roda (Oficina de Violão)
2 – Tambor da Esperança (Oficina de Percussão)
3 – Solta Voz (Oficina de Canto Coral)

Cine Música

Uma das novidades que o 17º Festival de Música de Itajaí traz ao público é o Cine Música, ideia que junta cinema com música ao exibir documentários de músicos brasileiros importantes, entre outras ações que unem imagem e sons. Serão inicialmente duas sessões.

OSTINATO – Na Trilha de Pascoal Meirelles

Na segunda-feira, dia 8 de setembro, às 19h, será exibido gratuitamente no auditório da Casa da Cultura Dide Brandão um curta documentário sobre a carreira e fatos da vida de um dos mais importantes instrumentistas do Brasil e um dos principais expoentes da linguagem brasileira de tocar jazz. No elenco, Toninho Horta, Carlos Malta, Wilson das Neves, Robertinho Silva e muitos outros. “OSTINATO – na trilha de Pascoal Meirelles” é dirigido por Fabiano Cafure e tem produção do Instituto Kreatori e Nina Lima. Pascoal Meirelles completa este ano 50 anos de carreira, e estará também participando da mostra nacional, com apresentação no dia 10 de setembro.

Blind Sound Orchestra

Já na quinta-feira (11), às 19h, a atração do Cine Música é a Blind Sound Orchestra. Formada pelos sanfoneiros cegos, José Rosa, de Itajaí, e Amauri, de Florianópolis, que toca música ao vivo para o filme mudo de 1925, AITARÉ DA PRAIA, de Gentil Roiz, realizado em Pernambuco. O filme é considerado um clássico do Ciclo de Recife e foi recentemente restaurado pela Cinemateca Brasileira e Fundação Joaquim Nabuco. Os músicos deficientes visuais tocam a música do filme ao vivo sob a direção musical do compositor Livio Tragtenberg, criador da Orquestra de Músicos das Ruas de São Paulo. Uma experiência única de realização de música de cinema. Os sanfoneiros são músicos de rua em suas cidades.

AITARÉ DA PRAIA conta a estória de um pescador e seu amor impossível por Clara. Desventuras e situações inusitadas narram a trajetória de uma paixão que se passa na Recife dos anos de 1920. A estreia foi na I Jornada do Cinema Silencioso, realizada pela Cinemateca Brasileira em 2007. Em maio de 2008, participaram no Festival BRASIL EM CENA II, no Hebbel Theater em Berlim, na Alemanha, como convidados especiais.

José Rosa - Blind Sound OrchestraJOSÉ ROSA é o sanfoneiro que toca na Hercílio Luz no centro de Itajaí. Ele tem participado do projeto Música para meus Olhos, desenvolvido pela Associação de violões de Itajaí (AVI) e Conservatório de Música em parceria com a Associação de Deficientes Visuais de Itajaí e Região (ADVIR), que tem o objetivo de ensinar música aos deficientes visuais.

Workshop Gratuito

Um dos mais importantes contrabaixistas do país, o carioca Arthur Maia, que já tocou com grandes nomes da música brasileira, como Marisa Monte, Lulu Santos, Jorge Benjor, Gal Costa, Djavan e Ney Matogrosso, entre outros, e fez parte da Banda Black Rio, é o convidado ‘conversa afinada’ do 17º Festival de Música. Na quarta-feira (10), às 18h30, ele ministra, no Auditório da Casa da Cultura Dide Brandão, um workshop gratuito a respeito do instrumento.

Arthur Maia lançou o primeiro álbum solo em 1992, pelo qual ganhou o Prêmio Sharp daquele ano. É conhecido por criar um novo método de aplicação musical do baixo fretless (sem trastes) e, por isso, ficou famoso e passou a ser requisitado também por astros internacionais, como Plácido Domingo, Carlos Santana e George Benson, entre outros. No workshop, serão tratados temas como a aplicação de escalas e modos, diatônicos, método de visualização de um tom na escala do contrabaixo, ritmos brasileiros e latinos, configuração de levadas junto com o baterista e sugestões de groove e melodias. No mesmo dia ele participa do Show de Pascoal Meirelles no Teatro Municipal.

A Música invade a Cidade

Criado em 2011, o projeto A Música Invade a Cidade consiste em apresentações musicais que acontecem no Centro de Itajaí, com o objetivo de informar as pessoas sobre o Festival de Música e levar música de qualidade a lugares diversos como pontos de ônibus, ou no calçadão da Rua Hercílio Luz.

Onde: Centro de Itajaí
Datas: 06/09/14 a partir das 11h e 12/09/14 a partir das 11h

Eventos Paralelos – Jam Session e Rodas de Choro

– JAM SESSION

Acontece também a tradicional JAM SESSION, onde os músicos têm a oportunidade de subir ao palco para tocar. Muito improviso, jazz, MPB e excelentes músicos.

O que é: JAM SESSION
Quando: 08, 10, 12/09 às 23h
Onde: A definir

– CHORO NO MERCADO

Os apaixonados pelo Choro têm uma programação especial: Rodas de Choro no Mercado Público de Itajaí

O que é: Roda de Choro
Quando: 07, 09 e 11/09 às 23h
Onde: Mercado Público de Itajaí

 Fonte: http://fundacaocultural.itajai.sc.gov.br


FacebookGoogle+LinkedIn

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *