Complexo Portuário do Itajaí ganha nova bacia de evolução

Complexo Portuário do Itajaí ganha nova bacia de evoluçãoO governador do Estado de Santa Catarina, João Raimundo Colombo, assinou neste dia 16 de março o contrato com a Triunfo Engenharia para as obras da primeira etapa da nova bacia de evolução e acessos aquaviários do Complexo Portuário do Itajaí. A obra, custeada pelo Governo do Estado, terá o custo de R$ 104 milhões e possibilitará ao Complexo – formado pelo Porto Público, APM Terminals Brasil, Portonave Terminais Portuários de Navegantes e demais terminais instalados – operar navios de até 335 metros de comprimento com 48 metros de boca. Hoje o Complexo está limitado a operações com navios de no máximo 306 metros. O prazo para a conclusão da obra é de 18 meses.

         “Esse investimento que o Governo do Estado está fazendo em Itajaí é fundamental para que Santa Catarina se mantenha competitivo, acompanhe as tendências da navegação e continue contribuindo de forma significativa para o nosso comércio exterior”, explica o governador.

Para o superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Junior, a obra é fundamental para Itajaí se manter no mercado, num momento em que os armadores estão otimizando seus serviços e ampliando os tamanhos dos navios. “É imprescindível destacar a importância da comunidade portuária na busca dos recursos para o projeto, dos terminais APMT e Portonave, Associação Empresarial de Itajaí, sindicatos e outras entidades afins.”

Ayres explica que a primeira etapa será a elaboração do projeto executivo, que será apresentado pela empresa no prazo de 90 dias. O projeto ainda envolve, na sequencia, retirada das guias correntes em frente ao Saco da Fazenda, nas margens de Itajaí e Navegantes, e a dragagem da nova bacia no local, com diâmetro de 530 metros e profundidade de 13 metros.

         “Essa é a mais importante obra para Itajaí na atualidade. Quando concluída, vamos conseguir recuperar serviços que foram embora e aumentar ainda mais o potencial de movimentação de cargas no Porto de Itajaí”, declara o diretor-superintendente da APM Terminals Brasil, Ricardo Arten.

          “A nova bacia de evolução possibilitará a entrada de embarcações mais carregadas e maiores, que já estão circulando na costa brasileira. Hoje, o Complexo Portuário movimenta 70% da corrente de comércio catarinense e esta obra é mais do que necessária. A Portonave já está preparada para receber estes navios”, comenta Osmari de Castilho Ribas, diretor-superintendente administrativo da Portonave S/A – Terminais Portuários de Navegantes.

         A prefeita de Itajaí em exercício, Dalva Rhenius, agradeceu todo o empenho do Governo do Estado e da comunidade portuária na liberação dessa obra, importante não apenas para Itajaí e região, mas para o Estado e País. “O alargamento dos acessos, a nova bacia de manobras e a adequação das estruturas de proteção do rio colocarão nosso Complexo Portuário em padrão de igualdade com grandes portos do mundo.”

Segunda etapa

Com relação à segunda fase, que engloba mais investimentos de aproximadamente R$ 240 milhões, a obra foi incluída pela Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP) no orçamento da União, no elenco de obras. Esses recursos deverão ser investidos a partir de 2015 e, com as obras dessa segunda fase concluídas, o Complexo poderá operar cargueiros de até 365 metros. Essa fase vai englobar a realocação do molhe norte, possibilitando que o canal de acesso fique com a largura de 220 metros, ampliação da nova bacia de evolução (no saco da fazenda) para 530 metros de diâmetro e dragagens na bacia e canais de acesso.

Fontes: http://www.portoitajai.com.br e O Sol Diário


FacebookGoogle+LinkedIn

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *