USB é tudo igual? Conheça as diferenças entre as versões 2.0 e 3.0

Conheça-as-diferenças-entre-USB-2.0-e-USB-3.0--

O USB, tipo de conexão que permite unir um periférico ao computador ou a outros dispositivos, foi criado com a proposta de ser uma alternativa para melhorar a qualidade e a velocidade da transferência de dados via portas seriais. O modelo 2.0, padronizado nos anos 2000, veio a popularizar essa tecnologia que, continuamente aprimorada, gerou, em 2009, a versão 3.0. Mas você sabe o que diferencia tais versões, ou como essa mudança afeta sua vida?

Não precisa ser um especialista em tecnologia para logo notar a primeira diferença: a velocidade. Enquanto o USB 2.0 dispõe de 480 Mb/s de velocidade, o USB 3.0 disponibiliza 4.8 Gb/s, ou seja, consegue ser pelo menos dez vezes mais rápido na hora de fazer transferência de dados.

Tanto o modelo 2.0 quanto o 3.0 possuem a mesma estrutura de conector, sendo que o do último possui cor azul. O que permite a compatibilidade de ambos em versões diferentes, como por exemplo usar um USB 2.0 em entrada 3.0 ou vice-versa. É claro que, para dispor da “potência” do 3.0, é necessário usá-lo em uma entrada de mesmo valor.

Conheça as diferenças entre USB 2.0 e USB 3.0

Hoje em dia, todos os notebooks, câmeras fotográficas, pendrives, tablets, smartphones, HD externo, e tantas outras tecnologias possuem entrada USB 2.0, e é crescente o número das que possuem a 3.0. Importante ressaltar que foi o desenvolvimento da versão 2.0 que permitiu que fosse adotado esse padrão nos eletrônicos.

Com os fabricantes não precisando pagar licença de uso pela tecnologia, e com a facilidade de se ter entradas universalmente compatíveis, rapidamente houve a ampliação dos periféricos com USB e, por consequência, sua baixa de preços e popularização.

Enquanto o Universal Serial Bus 2.0 permite enviar ou receber dados, a versão 3.0 possibilita fazer ambas atividades ao mesmo tempo. Isso acontece porque o modelo mais recente  é full-duplex, ou seja, possui um modo de operação onde é possível transmitir e receber dados de forma simultânea.

Além disso, as novas portas seriais consomem menos eletricidade que o USB 2.0 e ainda são energeticamente mais eficientes. O consumo reduzido se deve pelo modo de standby que o modelo 3.0 adere quando não está sendo utilizado. Resumindo: O USB 3.0 é mais veloz, possui mais qualidade e é mais econômico que a versão anterior.

Fonte: http://www.techtudo.com.br (Milena Pereira)


FacebookGoogle+LinkedIn

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *